Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Convênio entre Semad e AMEG garantirá castração de mais de 10 mil cães e gatos em MG

PDFImprimirE-mail

Fotos: Matheus Adler
Castração600
Município de Capitólio iniciou a microchipagem em cães e gatos


Minas Gerais avança cada vez mais em políticas públicas relacionadas à fauna doméstica. Um exemplo disso é o convênio assinado entre a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Associação Pública Dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (AMEG), que vai garantir a castração de 10.850 cães e gatos de rua e de tutores de baixa renda em 22 municípios do Sul e Centro-Oeste mineiro.

Na última terça-feira (3/5), uma solenidade foi realizada em Capitólio, no Sul de Minas, para celebrar o convênio, oriundo de emenda parlamentar no valor de R$ 600 mil, indicada pelo deputado estadual Osvaldo Lopes. O evento contou com a presença de representantes da Semad, autoridades estaduais e municipais, além de protetores de animais.

Em seu discurso, o Superintendente de Gestão Ambiental da Semad, Diogo Franco, destacou as políticas públicas relacionadas à fauna doméstica, sobretudo a mais nova delas, que é o Sistema de Identificação de Animais Domésticos — primeiro banco de dados público do Brasil desenvolvido por um governo estadual para controle e monitoramento de espécies da fauna doméstica.

A iniciativa integra as ações do Programa Estadual de Microchipagem “Conheça seu Amigo”, promovido pela Semad. Na oportunidade, Diogo frisou a importância do uso da ferramenta por parte dos municípios, para que eles façam o cadastro dos animais microchipados.

“É mais uma ferramenta para controlar a população animal, para ter um dado do tutor, do animal. Eventualmente, o animal que for abandonado poderá ser localizado pelo tutor”, afirmou Diogo que agradeceu, também, a parceria dos protetores de animais com o poder público.

A AMEG vai atuar em várias frentes na castração de cães e gatos. Clínicas foram credenciadas em alguns municípios, como Pratápolis, Itaú de Minas, Piumhi e Cássia. Também serão utilizados um castramóvel e uma van. Atualmente, o convênio, que tem previsão de término no fim de 2022, já resultou em cerca de 3 mil animais operados.

Capitólio

Em Capitólio, está prevista a castração de 206 cães e gatos. Além disso, o município é um dos que receberam a doação de microchips na primeira fase de execução do Programa “Conheça seu Amigo”. Na prática, à medida que os animais forem passando por cirurgia, eles receberão a microchipagem, que poderá ser detectada por meio de um leitor, que também foi entregue à cidade por parte da Semad.


Castração 2
Solenidade foi realizada em Capitólio, no Sul de Minas, para celebrar o convênio

O prefeito de Capitólio, Cristiano Geraldo da Silva, disse ter certeza de que a cidade passará a ter um controle populacional dos animais domésticos e também terá condições de trabalhar em políticas públicas direcionadas a cães e gatos com os programas Conheça seu Amigo e de Esterilização.

“Eu acredito que com o trabalho da castração e esterilização dos animais, juntamente com a microchipagem, vamos conseguir colocar uma responsabilidade muito maior nos tutores que cuidam dos animais. São ações de extrema importância”, destacou Cristiano.

Benefícios

De acordo com a médica-veterinária Priscila de Oliveira Pinto, a castração é altamente recomendável, independente do sexo do cão ou gato. A especialista salientou que, além de reduzir as chances de doenças, a esterilização também ajuda a solucionar, por exemplo, brigas nas ruas, uma vez que machos marcam territórios e não aceitam a presença de outros animais.

“Os benefícios para as cadelas é que vão diminuir as chances de tumores de mama, vão diminuir as chances de doenças relacionadas ao útero, porque na castração tem a retirada do útero, além de doenças relacionadas ao cio, uma vez que no cio a imunidade do animal fica baixa. Nos machos, reduzimos os tumores de próstata e de testículo”, contou.

A dinâmica em castrações funciona da seguinte forma: o tutor chega com o animal, que passa por uma avaliação prévia. Enquanto isso, o responsável pelo cão ou gato preenche uma ficha com a secretária e assina os termos de responsabilidade. Em seguida, o animal passa por uma tricotomia, que consiste na retirada de pelos onde será feita a cirurgia, e é anestesiado.

A cirurgia demora, em média, 20 minutos em cadelas e cinco minutos em cachorros. No caso de gatos, o procedimento leva 10 minutos, aproximadamente.

O animal passa por um pós-cirúrgico e, neste caso, o tutor tem que aguardar o cão ou gato acordar para que seja feita a liberação. O responsável leva uma receita para casa com todos os medicamentos prescritos que o animal precisa.

Mais de 800 castrações em Viçosa

Em outra frente, um convênio firmado entre a Semad e a Associação Viçosense de Proteção aos Animais garantirá a castração de 807 cães e gatos entre os dias 8 de fevereiro e 14 de abril no município de Viçosa. A ação também faz parte do Programa Estadual de Esterilização de Cães e Gatos.

Os atendimentos foram feitos entre terças e sextas-feiras da última semana na clínica da Sovipa. Foram atendidos animais de tutores de baixa renda ou em situação de rua. No caso de cães e gatos errantes, os mesmos eram castrados e, com a ajuda de voluntários, era realizado o pós-operatório para, em seguida, partirem para o processo de adoção.

Para Francisco Santana, veterinário da Sovipa, o projeto foi um grande sucesso para a saúde animal em Viçosa.

Este convênio também foi realizado via indicação de Emenda Parlamentar do Deputado Osvaldo Lopes.

Matheus Adler e Artur Medeiros
Ascom/Sisema

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades