Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Semad participa de debate sobre Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

PDFImprimirE-mail

 

Dirigentes do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) e a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, participaram, na tarde dessa quarta-feira (18/11), da 2ª Audiência Pública para validação do Plano Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O evento, organizado pelo Consórcio Intermunicipal do Vale do Piranga (CIMVALPI) e a Fundação Gorceix, reuniu autoridades, representantes de entidades e a sociedade civil.

 

Na abertura do evento, a secretária Marília Melo ressaltou a importância da solução para a disposição adequada dos resíduos sólidos gerados no Estado de Minas Gerais. “A solução dos resíduos sólidos passa, não só pela disposição final, mas também pelos reciclados, a arte e a inserção social. Esse trabalho é a vontade do Governador Zema e minha também, por isso, acompanhamos o Consórcio e temos a certeza de que esse trabalho produzirá um bom resultado, tanto para as associações de catadores quanto para toda a sociedade mineira”, disse.

 

O presidente e professor da Fundação Gorceix, Cristovam Paes de Oliveira, destacou a fundação, desde a criação em 1960, suas parcerias e atividades em educação, ciências e assistência social. Na oportunidade, foi apresentado um filme sobre a Gorceix. O professor fez um breve relato sobre o Vale do Piranga do século 18, a vocação de Minas para as atividades minerárias de Ouro Preto, Mariana e das cidades do entorno, e a atuação do consórcio.

 

Lilia Aparecida de Castro, superintendente de Saneamento Básico da Semad, parabenizou a iniciativa da audiência e lembrou as várias situações adequadas para a resolução dos problemas dos lixões nos municípios e do Plano Estadual de Saneamento Básico.

 

ETAPAS

 

O engenheiro Marco Pedrosa, da Fundação Gorceix, fez a apresentação do Plano e do território do CIMVALPI, das etapas do PIGIRS, do Plano de Comunicação, da criação dos GTAs, Diagnóstico e Oficinas. Além das propostas e indicação de programas que envolvem um considerável número de municípios, segundo o engenheiro, o projeto abrange 39 municípios e mais de 630 mil habitantes. Ele detalhou a primeira etapa de organização, plano de mobilização social, formação de grupos de trabalhos e a primeira audiência pública no município de Ponte Nova.

 

De acordo com ele, a segunda etapa com diagnóstico participativo envolveu as prefeituras, Associações de Cooperativas de Catadores de Lixo, sociedade civil organizada, empresas, além de quatro oficinas participativas. Nesta etapa, entram as discussões sobre a disposição dos resíduos, aterros sanitários municipais, lixões e aterros controlados. Marco Pedrosa apresentou, também, a Proposta de Modelo para o Sistema Intermunicipal de Gestão Integrada de Resíduos com os produtos, entre eles a coleta seletiva, o papel da logística reversa, resíduos de saúde para atendimento no território, a proposta de tratamento de resíduos de construção civil e volumosos.

 

Participaram da audiência dirigentes da Semad, representantes da Fundação Gorceix; da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Itabiritos (Ascito); integrantes da juventude do Movimento Nacional de Catadores de Recicláveis (MNCR); o prefeito eleito de Ouro Preto, Ângelo Oswaldo; o gerente de Meio Ambiente de Ouro Preto, Guilherme da Mata Zanforlin; representantes da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg); o presidente do Fórum de Prefeitos da Bacia do Rio Doce e prefeito de Mariana, Duarte Jr.; e o prefeito de Rio Doce, ex- Presidente do CIMVALPI, Silvério Aparecido da Luz.

 

Ângela Almeida
Ascom/Sisema

alt

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades