Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Governo de Minas ouve deputados estaduais no Comitê Gestor Pró-Brumadinho

PDFImprimirE-mail

 

Crédito: Divulgação/Seplag

content escutadeputados---divulgacao-seplag Dentro

 

Dando continuidade aos encontros de escuta das diferentes esferas, civis e públicas, impactadas pelo desastre da Vale, em janeiro, o Comitê Gestor Pró-Brumadinho recebeu, nesta terça-feira (9/7), deputados estaduais para contribuírem no plano de mitigação, recuperação e compensação socioambiental e socioeconômica dos municípios atingidos. O documento será entregue ao governador Romeu Zema, tão logo concluído.

 

Com a presença de secretários de Estado, diretores e superintendentes dos órgãos que compõem o Comitê, os parlamentares mineiros consolidaram suas demandas e sugestões, destacando a necessidade de medidas punitivas mais severas à Vale.

 

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Barragem de Brumadinho, deputado Gustavo Valadares, pediu atenção especial do Comitê em ações diretas às famílias que perderam seus entes. “Para aqueles que nunca mais estarão com seus familiares, não existe reparação. Mas, sem dúvidas, apontarmos os responsáveis pelo desastre é uma forma de se fazer justiça e, além disso, uma maneira de dificultarmos novas tragédias”, ressaltou o presidente, com o aval do relator da CPI, também presente, deputado André Quintão.


Lembrando o papel fundamental do Ministério Público (MP), a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Luísa Barreto, coordenadora do Comitê, ressaltou que já estão em implantação grupos de assessoria técnica por parte do MP que irão acompanhar casos específicos e individuais de familiares das vítimas. “Isso, entre outras ações já aderidas pós-desastre, são tentativas de amenizar o sofrimento de quem teve perdas irreparáveis”.
 
O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Marcelo Matte, enfatizou a necessidade do incentivo à economia diversa e criativa como forma de levar desenvolvimento à região afetada. “O Estado está disposto a contribuir com iniciativas, que entregaremos junto ao plano do Comitê, que fomentem a economia circular em Brumadinho e região. Gastronomia atrelada ao turismo. O turismo atrelado à cultura. Formando, assim, uma rede de atrativos que assegurem uma economia local sólida”, explicou o secretário, que se colocou a favor de novas alternativas de entradas e saídas econômicas em Minas.

Sobre questionamentos de ações ambientais, oriundos dos deputados, o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Vieira, alegou que, desde o dia da tragédia, o Governo de Minas foi participativo e fundamental em resoluções urgentes.

 

“Além de todo o monitoramento que prestamos às comunidades diretamente atingidas, ampliamos nossas ações de preservação da fauna e flora da região. Apresentamos diagnósticos dos recursos hídricos e possíveis soluções de recuperação da bacia do Paraopeba, desde sua nascente. Estamos em constante alerta para devolver a segurança da população no cultivo de suas agriculturas familiares e com projetos que darão novos olhares e oportunidades econômicas, sempre preservando o meio ambiente”, finalizou.

 

O próximo passo do Comitê Gestor Pró-Brumadinho é consolidar e alinhar as demandas da população direta e indiretamente atingida com as atividades governamentais para, de posse do plano, o governador Zema apresente as iniciativas a Vale.

 

Agência Minas

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades