Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Ações em BH e no interior movimentam Dia Mundial do Meio Ambiente

PDFImprimirE-mail

 

Fotos: Divulgação Sisema

PomarNoroeste Dentro

Ações de plantio de mudas foram realizadas em todo o Estado 

 

Uma programação intensa de eventos no interior de Minas, na Cidade Administrativa e na Região Metropolitana de Belo Horizonte, movimentou as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente. A lista de atividades programadas pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) incluiu trilhas, palestras, plantio de árvores, apresentações teatrais, musicais, seminários, blitze educativas, ações de conscientização ambiental, entre diversas outras ações.

 

As comemorações na Cidade Administrativa começaram na segunda-feira, 3 de junho, quando servidores e visitantes puderam conferir a peça “Nem tudo que há no lixo, não é lixo não!”, de “Dona Recicla e Dom Cata Tudo”. A peça trabalhou com o público como se dá a separação dos recicláveis:  plástico, papel, vidro e metal, promovendo a conscientização do descarte adequado do material reciclável e a importância da realização da coleta seletiva. Quem passou pelo Centro de Convivência pôde não só assistir, mas, também, participar.

 

Na quarta-feira, 5 de junho, servidores e visitantes da Cidade Administrativa tiveram a oportunidade de assistir a um show musical do servidor do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Marlon Hollanda, que se apresentou no Centro de Convivência, enquanto servidores do Instituto Estadual de Florestas (IEF) distribuíram mudas de plantas nativas da flora mineira, produzidas nos viveiros do Instituto.

 

Patrícia de Freitas, 34, jornalista, servidora da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) participou das atividades e disse que “mais do que marcar uma data, o Dia do Meio Ambiente mostra que as pessoas precisam se conscientizar sobre a importância de cada um na preservação dos recursos naturais”. Segundo ela, essa atitude deve ser adotada nas ações diárias para redução do consumo consciente, do corte de árvores e da produção de resíduos. “É urgente agirmos assim, especialmente diante de situações que já vivenciamos no dia a dia, como a escassez hídrica e as mudanças climáticas”, afirma.

 

Para Fanymar Luziano, 41, agente de segurança penitenciária, também servidor da Seap, “precisamos ter consciência de que os recursos naturais são finitos e que se não forem preservados, vão acabar”. No dia do evento ele pegou uma muda e destacou a importância da natureza para a vida humana. “Preservar o meio ambiente é sinônimo de preservar a vida”, frisou.

 

Durante a ação na Cidade Administrativa, foram distribuídas 500 mudas das espécies Araçá-boi (Eugenia stipitata); Ipê-amarelo (Handroanthus chrysotricha); Urucum (Bixa orellana); Romã (Punica granatum); Ameixa-amarela (Eriobotrya japônica); Castanha-do-Maranhão (Pachira glabra); Escova de Garrafa ou Salgueiro-Chorão (Callistemon spp); Goiaba (Psidium guajava); Ipê Mirim (Tecoma stans); Sibipiruna (Caesalpinia pluviosa).

 

Wellington de Almeida, servidor da Secretaria de Estado da Saúde (SES) pegou uma muda de Araça Bou para plantar no sítio em Lagoa Santa. “É a segunda vez que participo das atividades do Sisema. Mudas e preservação é comigo mesmo”, disse.

 

Ângela Maria “Babalu”, também da SES, disse que sempre participa das atividades de preservação e conseguiu uma muda de Calistemo para plantar em sua casa em Sabará. “Tenho mil orquídeas nas árvores da minha casa”, afirmou.

 

A servidora da higienização do subsolo do Prédio Gerais, Renata Soares, disse que pegou uma muda de Castanha para colocar no quintal da casa da mãe que fica em Santa Luzia e é bem espaçoso.  “Sou muito ligada na preservação do meio ambiente”, afirmou.

 

Feira de Trocas Dentro

Itens como livros, roupas, acessórios e bolsas foram trocadas por participantes da feira na Cidade Administrativa 

 

Ainda em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o Programa AmbientAÇÃO realizou nesta sexta-feira, 7 de junho, uma Feira de Trocas, aberta para todos os servidores da Cidade Administrativa. O evento aconteceu no Túnel do Prédio Minas, de 11h às 14h.

 

O objetivo da ação foi colaborar com o meio ambiente promovendo o desapego de itens que não são mais usados e assim contribuir com o reaproveitamento e a reciclagem. “Com essa atitude, reduzimos o consumismo e reaproveitamos bens de consumo, trazendo menor pressão sobre os recursos naturais e menos gasto com energia”, frisou a coordenadora do Programa Ambientação, Fabiana Lucas Costa Santos.

 

Para participar, os interessados entregaram itens como roupas tamanho adulto em geral, bolsas, livros literários e acessórios, como óculos e bijuterias. Cada item valeu uma moeda, que foi trocada por quaisquer outros itens, no dia da Feira.

 

Para Vinicius Carvalho, servidor da Feam, a feira deveria ser realizada com mais frequência e ser expandida para outros órgãos públicos. “Acho essa feira muita bacana pois muitos itens que já não servem para alguém podem ser úteis para outra pessoa. Essa atitude colabora com a política de reutilização e isso é muito importante para o meio ambiente”, frisou.

 

A servidora Mônica Alves, da SES, participou da feira pela primeira vez e realizou a troca de oito itens. “Troquei minhas moedas por roupas e livros. Gostei muito pois é uma oportunidade que temos de praticar o desapego de coisas que temos em casa e ficam paradas”, disse.

 

Encerrando as atividades da semana, a palestra “A atual situação da logística reversa: desafios e oportunidades na gestão de resíduos sólidos, aberta ao público, contou com a participação do especializada em direito ambiental, Fabrício Soler, da Felsberg Associados. Outro tema abordado no evento foi o Sistema MTR como ferramenta de gestão de resíduos em MG, apresentado pela diretora de Gestão de Resíduos da Feam, Alice Libânia. O evento foi realizado no Auditório do Banco do Brasil, na Rua Rio de Janeiro, 750, 8º andar, no Centro da capital.

 

EXPEDIÇÃO

 

A primeira etapa das atividades da expedição Piracicaba foi encerrada na quarta-feira, 5 de junho, em Ipatinga, no Vale do Aço. O evento de encerramento contou com a participação de autoridades e comunidade local.

 

Durante 10 dias de navegação, os participantes puderam vivenciar diferentes experiências relacionadas ao rio e suas comunidades, além de observar a situação em que o Rio Piracicaba se encontra, desde sua nascente, no distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto, até sua foz, que faz encontro com o Rio Doce, entre Ipatinga e Timóteo. Pesquisadores, ambientalistas, órgãos públicos, empresas e outros parceiros se uniram para que um diagnóstico inédito sobre as condições do Piracicaba e sua bacia hidrográfica fosse feito.

 

A partir dos dados coletados, 37 parâmetros hidrológicos e de qualidade da água serão analisados. Além do levantamento das condições de uso e ocupação do solo, será feita a análise de sedimentos e identificação de fontes poluidoras.

 

Ao todo foram demarcados 28 pontos de coleta ao longo do percurso de 241 quilômetros, que abastece cerca de 1 milhão de pessoas. Durante a viagem, feita em caiaques e stand up paddles, os expedicionários passaram por 21 cidades e mobilizaram cerca de 20 mil pessoas por meio de eventos voltados para as questões socioambientais relacionadas à sustentabilidade do Rio Piracicaba.

 

Iniciada no dia 26 de maio, a expedição é uma iniciativa do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (CBH-Piracicaba) e do Jornal Tribuna do Piracicaba – A Voz do Rio, com apoio do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e da Universidade Federal de Itajubá (Unifei).

 

ATIVIDADES NO INTERIOR

 

PlantiodeMudas Mirabela Dentro

As ações da semana do meio ambiente envolveram servidores, comunidades e autoridades 

 

Em evento realizado na abertura oficial da IX Semana do Meio Ambiente e Combate às Queimadas, em Uberlândia, no dia 5 de junho, o IEF recebeu o Selo Amigos do Meio Ambiente, oferecido pela Prefeitura Municipal. O Parque Estadual do Pau Furado faz parte da comissão organizadora. 

 

No Parque Estadual do Itacolomi, o Dia Mundial do Meio Ambiente foi comemorado com uma palestra sobre a importância da unidade de conservação, em uma Escola Municipal do município de Mariana. Também foi realizada a Trilha dos Sentidos, com a participação de alunos de escolas da região. 

 

No período da manhã, a equipe do Parque e a Polícia Militar de Meio Ambiente também realizaram uma blitz educativa com distribuição de mudas produzidas no viveiro do IEF, em Conselheiro Lafaiete.  Na ocasião, também foi feito um trabalho de conscientização sobre os perigos dos incêndios florestais. Os motoristas receberam material gráfico informativo e lixocar. No dia 6, a Brigada Mirim do Parque apresentou o trabalho dos brigadistas, os equipamentos utilizados contra incêndios e os métodos de manuseio.

 

A equipe da Unidade Regional de Florestas e Biodiversidade (URFBio) Centro Sul do IEF realizou o cercamento da primeira nascente da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, no Rio Piranga, zona rural do município de Ressaquinha.  A entrega do cercamento foi marcada pelo plantio de 72 mudas de espécies nativas da região, com presença do secretário Germano Vieira e do diretor-geral do Instituto, Antônio Malard.

 

Já no Monumento Natural de Itatiaia e no Parque Estadual da Serra do Ouro Branco, servidores e funcionários uniram esforços na Praça de Eventos do Centro de Ouro Branco, onde foi montado um stand para apresentação das atividades desenvolvidas nas unidades de conservação, como materiais de combate a incêndios florestais e exposição de fotografias. 
 
Na Área de Proteção Ambiental (APA) São José, foram realizadas blitze ecológicas nas principais estradas que cortam a unidade de conservação. Também foram realizadas trilhas interpretativas na área e palestras nas escolas dos municípios onde está inserida a reserva ambiental.
 
No município de Itabirito, aconteceu o Seminário Ambiental “SubComitê do Rio Itabirito”. Em Conceição do Mato Dentro, a equipe do Parque Estadual Serra do intendente realizou o plantio de árvores no entorno do rio Santo Antônio, em parceria com os escoteiros e a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura da cidade. No dia 5, foi realizada uma visita guiada ao Meliponário, dando continuidade ao Projeto Conhecendo as Abelhas Nativas Brasileiras e a importância delas para manutenção da vida na terra.

 

Em Itabira, no Parque Estadual do Limoeiro, ocorreu no dia 1º de junho o lançamento da nova marca do Parque pela página do Instagram e a realização da Trilha dos Sentidos com alunos do curso de engenharia ambiental do Cefet de Belo Horizonte. No dia 3 junho, a programação foi na Escola Municipal Manoel Tomaz na Comunidade Duas Pontas, com a premiação do concurso de redação realizado em parceria com a escola. Outras atividades como o “Giro do Conhecimento” com alunos de escolas da região, sessão de cinema com as comunidades, na sede do Parque, visitas guiadas e palestras também fizeram parte das comemorações.


RMBH
 
Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça tem programação intensa durante todo o mês de junho, que inclui visita aos mirantes e trilhas da unidade de conservação, além de sessões de Astrofotografia. Em Betim e Contagem, a equipe da Área de Proteção Ambiental Vargem das Flores realizou, no dia 3, uma palestra sobre arborização para pacientes e plantio no Hospital Municipal de Contagem e no Aterro Sanitário da cidade.
 
Em Pedro Leopoldo, no dia 5, a equipe do Parque Estadual do Sumidouro realizou oficina para construção de um terrário e para conhecer as pinturas rupestres existentes na região, além de uma trilha interpretativa. Já em Lagoa Santa, foi organizado um bate papo ecológico com alunos e visitantes da Gruta da Lapinha para transmitir conceitos básicos sobre o meio ambiente.

 

As programações no Monumento Estadual Gruta Rei do Mato começaram no dia 3 e vão até o dia 8 de junho com atividades que envolvem oficina de artesanato e pintura, visita à gruta, mini palestras, bate-papo e teatro.  O tema do tráfico ilegal de animais silvestres, situação combatida diariamente dentro luta pela preservação ambiental, e que anualmente sacrifica milhares de espécies, também foi abordado nas atividades desenvolvidas no Monumento. Na quinta-feira, 6 de junho, o IEF, em parceria com Supram Central, realizou uma campanha para a entrega voluntária de animais silvestres.

 

Durante todo o dia, visitantes do Monumento receberam orientações sobre a importância de não manter animais silvestres em cativeiros, sobre as atividades de fiscalização e possíveis penalidades, além de terem a oportunidade de entregar voluntariamente animais silvestres criados ilegalmente.


A diretora de fiscalização ambiental da Supram Central, Larissa Madureira Martins, falou sobre o objetivo e a importância da ação na conscientização da população. “Independentemente do resultado obtido, para todos os envolvidos nessa ação, o mais importante foi trazer a temática para discussão. Falar sobre animais silvestres, maus tratos e cativeiro irregular com a população é também uma forma de fazer educação ambiental”, disse.


Já a equipe do Parque Estadual Serra Verde, localizado na Região Norte de Belo Horizonte, realizou mais uma edição do Projeto Guarda-Parque Mirins. O evento contou com uma palestra sobre crimes ambientais e incêndios florestais e uma blitz educativa nas ruas do Bairro Serra Verde, na qual foram distribuídos panfletos e material educativo aos transeuntes.
 
 Norte, Leste e Triângulo
 
No dia 8 de junho, a equipe do Parque Estadual da Serra das Araras participou de uma passeata com entrega de sacos de lixo e material educativo aos participantes, durante a Romaria de Santo Antônio, na Serra das Araras. Em Januária, no Norte de Minas, a equipe da Unidade Regional de Florestas e Biodiversidade (URFBio) do IEF no alto Médio São Francisco preparou uma programação que inclui palestras nas escolas da cidade, ações ambientais e blitze educativas no mercado, na rodoviária e em semáforos de Januária.
 
Já a equipe das gerências das unidades de conservação que integram o Sistema de Áreas Protegidas do Projeto Jaíba montaram uma programação com atividades nos municípios de Matias Cardoso, Itacarambi, Mocambinho, Jaíba e Bonito de Minas, todos no Norte de Minas. A programação da Agência de Florestas e Biodiversidade do IEF em Chapada Gaúcha, na mesma região, realizou uma blitz educativa na sede do município, em parceria com a Polícia Militar de Meio Ambiente e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

 

As comemorações da Semana do Meio Ambiente elaboradas pela equipe do Refúgio de Vida Silvestre dos Rios Tejuco e Prata, no Triângulo Mineiro, começaram no dia 25 de maio, com a exposição com o tema “Ar Puro” que acontece na Praça Cônego Ângelo, em Ituiuitaba. Também houve a realização da 2ª etapa do projeto “Viveiro na Escola”, com a manutenção do jardim e condução das mudas do viveiro de mudas do IEF.
 
Em Governador Valadares, no Leste de Minas, a equipe do Monumento Natural Pico do Ibituruna elaborou uma programação que teve início no dia 03, com a abertura da Semana do Meio Ambiente no auditório da Prefeitura de Governador Valadares, na parte da manhã. Também aconteceram mesas redondas, seminários, blitze ecológicas e visitas em escolas da cidade.
 
Ainda no Leste, a equipe do Parque Estadual do Rio Doce visitou escolas dos municípios onde a unidade de conservação está localizada: Marliéria, Timóteo e Dionísio. O Parque também recebeu estudantes dos municípios para visitas guiadas durante a semana.

No Parque Estadual do Pau Furado, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o analista ambiental Leonardo Ogusuku recebeu os alunos do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Uberlândia/ Campus Monte Carmelo para uma aula prática de dendrologia, ramo da botânica dedicado ao estudo das árvores.

 

Noroeste

 

Na Região Noroeste do Estado, as equipes dos Parques Estaduais Paracatu, Sagarana e do Monumento Natural Lapa Nova de Vazante percorreram as cidades por onde estão localizadas essas unidades de conservação falando sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Na sexta-feira, 07 de junho, foi realizada na Unidade Regional Integrada Noroeste, uma atividade de integração entre os servidores da Supram Noroeste, da Unidade Regional do IEF, da Unidade Regional do Igam e da Feam. A ação envolveu o plantio de mudas de espécies nativas produzidas pelo Viveiro do IEF no Noroeste. O objetivo foi a criação de um bosque na Unidade Regional Integrada Noroeste.

 

As mudas foram plantadas pelo superintendente Regional da Supram nordeste, Ricardo Rodrigues Carvalho, pelo supervisor Regional do IEF, Marcos Roberto Batista Guimarães, pelo coordenador da Urga Igam Noroeste, Carlos de Oliveira Teixeira e pela analista ambiental, Ledi Mria Gatto, que representou a Feam. "Este evento, além de ter uma grande importância dentro das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, também serve para integrar melhor os servidores das diferentes casas do Sisema”, disse o coordenador de controle, monitoramento e geotecnologia do Escritório Regional Noroeste, Nilson Alexandre Garcia.

 

Zona da Mata

 

Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, o Dia Mundial do Meio Ambiente foi celebrado pelo IEF, em parceria com a prefeitura. Visitando stands montados e conversando com a equipe do Cetas, a população pôde aprender um pouco mais sobre os animais silvestres, além de receber esclarecimentos sobre a APA da Mata do Krambeck. Outra ação foi a distribuição de mudas produzidas no viveiro do Instituto.

 

O IEF também apoiou o trabalho de distribuição de mudas para pacientes e doadores promovido pelo Núcleo de meio ambiente do Hemocentro Regional de Juiz de Fora.  A ação contou com a colaboração do setor de Pedagogia, do Recursos Humanos e da Empresa MGS. Com exposição de desenhos realizados pelas crianças atendidas na Fundação, o objetivo foi comemorar o dia do meio ambiente, incentivando sua preservação.

 

O parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira também promoveu diversas ações, que se iniciaram no dia 5 de junho na Comunidade Samambaia, em Lima Duarte, na mesma região, com apresentação do Programa Conexão Mata Atlântica para produtores rurais. As ações continuam até o dia 14 de junho com outras atividades como o plantio de mata ciliar com alunos da Escola Pedro Paes e a I Expedição do Parque, com a participação de técnicos, montanhistas e guias turísticos.  

 

Emerson Gomes
Ascom/Sisema

 

 

 

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades