Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

NOTA DE ESCLARECIMENTO 12 - DESASTRE BARRAGEM B1

PDFImprimirE-mail

IEF MAPEIA ÁREA DE VEGETAÇÃO IMPACTADA PELOS REJEITOS

 

Layout 1 - Zona de Amortecimento

 

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) divulga a atualização dos dados da avaliação dos impactos dos rejeitos provenientes do rompimento da Barragem B1/Mina Córrego do Feijão sobre a área de vegetação do local.

As análises foram feitas por meio de interpretação de imagens de satélite dos dias 18 de janeiro, data anterior ao rompimento, e 30 de janeiro, data posterior ao evento.

A área total ocupada pelos rejeitos, que parte da Barragem B1 até o encontro com o Rio Paraopeba, foi de 292,27 hectares. Deste total, a área da vegetação impactada representa 150,07 hectares.

 

O Instituto Estadual de Florestas divulga também a avaliação dos impactos dos rejeitos dentro de unidades de conservação.

 

Na APA SUL, foram impactados 10,68 hectares. Essa parcela representa essencialmente parte da própria área da Barragem B1. Além disso, os rejeitos afetaram parte da zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, totalizando 225,20 hectares, o que representa 0,4646% da área do entorno da unidade de conservação.

 

O levantamento será usado para avaliar a extensão dos danos sobre a flora nativa e determinação de medidas compensatórias e reparadoras.

 

O IEF permanece acompanhando os danos ao meio ambiente provenientes do rompimento da Barragem B1 e avaliará possíveis outras áreas de vegetação e unidades de conservação que, por ventura, venham a ser impactadas.

 

Layout 2 - APA Sul

 

 

01Vegetacao Impactada Edicao2 img

 

02Vegetacao Impactada Edicao2

 

 

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades