Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Semad leva orientação à Unaí sobre disposição adequada de resíduos

PDFImprimirE-mail

 Divulgação Semad

Operação Preventiva DFISC NOR 005 1 Grande

Palestras orientativas fizeram parte da programação da Semana do Meio Ambiente em Unaí

 

Uma importante ação de fiscalização preventiva da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) levou orientação à população de Unaí, no Noroeste de Minas, sobre a importância do descarte adequado de resíduos sólidos urbanos. A iniciativa, realizada de 11 a 15 junho, durante as comemorações da Semana do Meio Ambiente, teve palestras, distribuição de panfletos e visitas de campo, na programação.

 

A operação chamou atenção para a importância do gerenciamento correto de resíduos. De acordo com o diretor de Fiscalização Ambiental da Superintendência Regional de Meio Ambiente do Noroeste de Minas (Supram Noroeste), Sérgio Nascimento Moreira, foram feitos alertas sobre os impactos causados pelo descarte incorreto para o meio ambiente e à saúde pública. Além disso, falamos sobre as responsabilidades e infrações ambientais que podem ocorrer se os resíduos forem dispostos inadequadamente”, frisou.

 

Fatores como a queima de resíduos, o lançamento de efluentes sem tratamento no solo ou em recursos hídricos e a disposição desses materiais em logradouros públicos propriciam a proliferação de vetores de doenças como diarreias, dengue e cólera. Também contribuem com a contaminação dos corpos d’água e para a poluição do solo e do ar. “A disposição ambientalmente adequada de resíduos é um fator crucial na manutenção da qualidade ambiental”, destacou o diretor.

 

A ação em Unaí faz parte do Plano Anual de Fiscalização (PAF 2018) desenvolvido pela Supram Noroeste de Minas, em parceria com a Prefeitura Municipal de Unaí, sendo uma iniciativa inovadora uma vez que atua de maneira orientativa. “Acreditamos que, com esse modo de gestão, trabalhando na manutenção da qualidade e do controle ambiental, descentralizados, e com maior proximidade com a comunidade, poderemos reduzir o número de ocorrências de infrações ambientais. Ao mesmo tempo, é possível esclarecer e orientar a população e empreendedores de forma educativa e não punitiva”, argumentou Sérgio Moreira.

 

Ângela Almeida
Ascom/Sisema

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades