Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Tutela responsável de animais domésticos ganha força em Minas

PDFImprimirE-mail

Diversas ações de incentivo à responsabilidade ambiental com animais domésticos estão sendo desenvolvidas pelo Governo de Minas em cidades do interior do estado. As atividades são executadas por meio de um Termo de Fomento firmado entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Organização Não Governamental Aliança Juizforana pela Defesa dos Animais (Ajuda). Na última quarta-feira, 21 de março, uma equipe da Semad acompanhou a execução do trabalho em Nova Lima, na Grande BH.

 

Um dos destaques da parceria, que tem a interveniência da Secretaria de Estado de Saúde (SES), é o desenvolvimento do Programa de Educação Ambiental “Conscientização para Tutela Responsável dos Animais”. Por meio de palestras, jogos, documentários e materiais educativos, tutores de cães e gatos estão sendo conscientizados sobre os cuidados com esses animais e sobre a necessidade de eles serem castrados. Além dos donos dos animais, as ações de conscientização são voltadas também para estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental de escolas públicas.

A iniciativa prevê aplicação de mais de R$ 2 milhões, vindos de emenda parlamentar. Aliado ao incentivo à responsabilidade socioambiental, o programa tem ações de controle ético populacional, por meio da castração de cães e gatos de rua semidomiciliados e de pessoas carentes.

Foto: Divulgação Semad

Foto 01- Área de descanso dos animais pós-cirurgia

Somente nos meses de novembro e dezembro de 2017, foram realizadas 5.141 castrações de cães e gatos e visitadas 34 escolas, atendendo um total de 2.938 alunos.

Para a realização do trabalho, a Ong Ajuda conta com o apoio de dois micro-ônibus (castramóveis) totalmente equipados para os procedimentos, com centro cirúrgico completo; dois veículos para transporte e apoio aos animais; e dois veículos para transporte da equipe de trabalho.

Além disso, para promover as castrações, são montadas tendas que auxiliam no pós-cirúrgico dos animais e nos eventos de educação ambiental, para realização de palestras, distribuição de materiais e exibição de vídeos educativos. O trabalho conta, também, com uma rede de voluntários ambientalistas, protetores dos animais e entidades de proteção parceiras, além do apoio de algumas prefeituras.

Durante a visita técnica em Nova Lima foram acompanhadas as ações de controle populacional realizadas no castramóvel, bem como as atividades de educação ambiental com alunos da Escola Municipal Benvinda Pinto Rocha, no bairro Jardim Canadá.

BALANÇO

 

O termo de fomento foi assinado em novembro de 2017 e tem duração de, no mínimo, um ano.  A previsão é que durante a validade do convênio sejam castrados 22.000 animais. Somente nos meses de novembro e dezembro de 2017, foram realizadas 5.141 castrações de cães e gatos e visitadas 34 escolas, atendendo um total de 2.938 alunos.

O assessor-chefe de Educação Ambiental e Relações Institucionais da Semad e gestor do Termo de Fomento, André Ruas, ressaltou a importância das parcerias com a sociedade civil organizada e outros órgãos de governo para se atingir os objetivos do Termo. "O descontrole populacional de animais domésticos, especialmente de cães e gatos de rua, é um problema que afeta não somente a vigilância epidemiológica, mas causa também graves problemas ambientais. A conscientização de crianças e adultos, evitando maus tratos e o abandono, além das ações de castração, não só contribui para o controle da população animal, como também ajuda a combater a proliferação de várias doenças, a exemplo da raiva”, afirma André Ruas.

Foto: Divulgação Semad

Foto 03 - Atividades de Educação Ambiental nas Escolas

Atividades de educação ambiental com alunos da Escola Municipal Benvinda Pinto Rocha, no bairro Jardim Canadá

No termo de fomento, a Semad é responsável por acompanhar o trabalho de educação socioambiental executado pela ONG Ajuda, enquanto a SES é responsável pelo acompanhamento das ações de castração.

Heloyr Fortunato, chefe de gabinete do Deputado Noraldino Júnior, idealizador do trabalho, reforçou a importância das ações. “Diariamente, 50 tutores estão participando das ações educativas. O grande objetivo do Projeto é atingir também as crianças para que elas cresçam com conscientização ambiental diferente da nossa geração”, afirmou. Heloyr ainda destacou que educar a nova geração e manter o controle do número de animais, com a castração, contribuem para reduzir um problema ambiental seríssimo: a superpopulação de animais domésticos nos centros urbanos, principalmente cães e gatos.

Segundo o chefe de gabinete, a procriação controlada tem efeitos diretos no meio ambiente urbano, pois diminui a ocorrência de hospedeiros de doenças. “Essa ação contribui para a saúde pública da população e reduz o registro de doenças, que encontram nesses animais seus principais hospedeiros”, afirmou.

Milene Duque
Ascom/Sisema

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades