Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

NOTA À IMPRENSA – ATUALIZAÇÃO – 12/03/2018

PDFImprimirE-mail

A Semad, por meio do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) esteve no local do rompimento da tubulação do mineroduto Minas-rio em Santo Antônio do Grama, da empresa Anglo American Minério de Ferro S.A e acompanha os desdobramentos do evento.

 

Segundo informações a expectativa é que a pluma de contaminação atinja o curso d'água no município e Rio Casca até às 22h de hoje, 12 de março. A empresa está realizando as tratativas com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) para suprir o abastecimento da população de Santo Antônio do Grama. A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) do município também já foi informada.

A Anglo American está monitorando a qualidade da água superficial em 10 pontos no ribeirão Santo Antônio, até o rio Casca, abaixo do ponto de captação da Copasa. Também está sendo realizado o acompanhamento dos sedimentos em 30 pontos no ribeirão Santo Antônio. Foram colocadas barreiras no ribeirão Santo Antônio a fim de conter o material que está depositado no curso d'água.

O órgão ambiental solicitou à empresa que apresente um comunicado com as ações em desenvolvimento.

SEMAD|

Rodovia João Paulo II, 4143, Bairro Serra Verde - CEP 31630-900
Todos os direitos reservados - Aspectos legais e responsabilidades